Michel Temer não é confiável para 68% dos brasileiros, aponta Ibope

Índice de aprovação do governo é de apenas 14%, mais da metade dos entrevistados (55%) desaprovam a “maneira de governar” do presidente 43% consideram as notícias dos últimos meses desfavoráveis Por RBA...

1786 0

Índice de aprovação do governo é de apenas 14%, mais da metade dos entrevistados (55%) desaprovam a “maneira de governar” do presidente 43% consideram as notícias dos últimos meses desfavoráveis

Por RBA

A popularidade do presidente Michel Temer continua abaixo da crítica. Segundo pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada pelo Ibope hoje (4), o índice de aprovação de seu governo (ótimo/bom) é de apenas 14%, contra 39% de ruim/péssimo, enquanto 34% o consideram regular. Os números são praticamente os mesmos dos apurados em 1º de julho, quando ele era aprovado por 13% dos entrevistados, 39% desaprovavam e 36% consideravam a gestão regular.

Mais de dois terços das pessoas entrevistadas (68%) disseram não confiar em Temer. Cerca de um quarto, ou 26%, confiam, e 6% não souberam ou não quiseram responder.

O estudo divulgado hoje é o primeiro desde Temer ter assumido a presidência definitivamente, com o impeachment de Dilma Rousseff (PT), aprovado no Senado em 31 de agosto.

De acordo com a pesquisa, mais da metade dos entrevistados (55%) desaprovam a “maneira de governar” de Temer. Os que aprovam são 28% e não souberam ou não responderam, 17%. Em 1º de julho, 31% aprovavam, 53% desaprovavam e 16% não responderam.

O levantamento quis saber como os cidadãos avaliam o noticiário sobre as ações do governo Temer. De acordo com as respostas, 43% consideram as notícias dos últimos meses “mais desfavoráveis”, enquanto para 18% elas são “mais favoráveis” e, na opinião de 26%, “nem favoráveis, nem desfavoráveis”.

Na comparação entre os governos Dilma e Temer, a vantagem fica com a ex-presidenta: 31% responderam que o governo Temer é pior, contra 24% que o avaliam como melhor e 38% disseram que ambos são iguais.

Para 24%, o resto do governo Temer será “ótimo/bom”, e 38% acreditam que será “ruim/péssimo”, enquanto 30% responderam “regular”.

Foto: Lula Marques/Agência PT



No artigo

x