Se você odeia o PT, parabéns, você foi manipulado pela grande imprensa

“As pessoas estão cansadas do roubo, por isso votam naqueles em que os roubos jamais sairão em primeira página dos jornais tradicionais, pois eles têm o comando desses meios”. Confira o artigo de Francisco...

4967 0

“As pessoas estão cansadas do roubo, por isso votam naqueles em que os roubos jamais sairão em primeira página dos jornais tradicionais, pois eles têm o comando desses meios”. Confira o artigo de Francisco Julio Xavier, novo colunista da Fórum 

Por Francisco Júlio Xavier*

O cansaço da imagem. O bombardeio diário nas páginas de jornais. A onda ser tornou de direita. A imagem do escândalo ficou na mente. Não houve assimilação ao golpe da direta, nem que ela não está em favor do povo, isso é um fato. A insanidade prevaleceu.

Cabe o entendimento de que o povo não tem o poder de análise. É sempre superficial o olhar. Dê mais horas de trabalho ao povo, mais tempo no trânsito, e um telejornal cada vez mais tendencioso e terá uma massa de manobra e milhões de escravos aptos a fazer o que lhe é mandado, ir às ruas para protestar contra o governo que revolucionou o país, tirando milhões da pobreza extrema. Em mais 500 anos, se converteu o resultado desastroso em menos de 15 anos.

As pessoas estão cansadas do roubo, por isso votam naqueles em que os roubos jamais sairão em primeira página dos jornais tradicionais, pois eles têm o comando desses meios.

É meio estranho fazer essa análise, mas pelo que parece, um certo tipo de político – engomadinho, de barba feita e com cara de rico – tem o direito de roubar e não ser visto revoltosamente por parte da população como ação errada.

Um paletó arrumado e com português bem expressado soa muito bem, a ponto de se excluir qualquer possibilidade de essa imagem ser encarada de forma negativa. A exemplos desses, mesmo roubando milhões (comprovado), como é o caso de Paulo Maluf, a população ainda aperta a mão pelas ruas de Sampa.

A direita é conservadora? A esquerda é extremante desunida e retrógrada. Não é dada à união.  O que une a direita é o dinheiro. O que espalha a esquerda é o superego. Isso é também um fato.

Se um til da ideologia se desconversar, cortam-se os laços e cada um vai com um grito brigar em terreiro pequeno. Quem perde com esse melindre? O povo, é claro. A esquerda tem o papel nobre de apenas falar, mas também lutar para ser ouvida.

A imagem do PT está aranhada por conta do bombardeio midiático. Não é porque é o mais corrupto dos partidos, não! Mas é sim o mais visado pelos meios de imprensa, que estão entrando em contrapartida dos interesses dos políticos tradicionais e dela própria, empresarial e capitalista que é. Entendam que a máfia da roubalheira está no Brasil há séculos, passando de geração a geração. O PT está no poder a pouco mais de 10 anos. Os velhos partidos dominam as mídias e a política, e consequentemente a roubalheira, há muito tempo.

Mas isso é uma fase, até a população crer que o que foi passado foi uma farsa. Porém acreditamos que a história poderá inocentar os lutadores pelo país. A eles, uma nobre saudação e solidariedade pela garra por lutar por nossa democracia. Agradecidos aos companheiros vermelhos de luta.

*Francisco Júlio Xavier é jornalista formado pela Universidade Potiguar. Redator do blog Contra a Corrente



No artigo

x