Depois de absolver policiais envolvidos no Carandiru, Ivo Sartori é denunciado no CNJ

Além da decisão, Sartori ainda declarou que a morte daqueles 111 presos “não foi um massacre, mas sim legítima de defesa” e que a imprensa estava sendo tendenciosa porque é financiada pelo crime organizado Por Redação...

761 0

Além da decisão, Sartori ainda declarou que a morte daqueles 111 presos “não foi um massacre, mas sim legítima de defesa” e que a imprensa estava sendo tendenciosa porque é financiada pelo crime organizado

Por Redação

O desembargador Ivo Sartori, que votou pela absolvição de 74 policiais militares envolvidos no Massacre do Carandiru, será denunciado ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por abuso e falta de isonomia e impessoalidade.

Além da decisão, Sartori ainda declarou que a morte daqueles 111 presos “não foi um massacre, mas sim legítima de defesa” e que a imprensa estava sendo tendenciosa porque era financiada pelo crime organizado. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Entidades de direitos humanos como a Conectas Direitos Humanos, Vladimir Herzog, Fórum Brasileiro de Segruança Pública, Instituto Sou da Paz, entre outras encaminharam uma reclamação à presidente do CNJ, Carmen Lúcia.

Leia também

TJ anula julgamento dos PM’s envolvidos no Massacre do Carandiru



No artigo

x