OAB diz que é urgente esclarecer denúncias contra Temer

Presidente da República teria recebido R$ 10 milhões em espécie da Odebrecht; para presidente da OAB, isso precisa ser apurado e “se necessário, a entidade usará de suas prerrogativas constitucionais para fazer valer os interesses da cidadania”

1844 0

Presidente da República teria recebido R$ 10 milhões em espécie da Odebrecht; para presidente da OAB, isso precisa ser apurado e “se necessário, a entidade usará de suas prerrogativas constitucionais para fazer valer os interesses da cidadania”

Por Redação

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Claudio Lamachia, disse nesta sexta-feira (10), que “é absolutamente necessário e urgente o esclarecimento a respeito dos repasses feitos pela Odebrecht aos partidos e autoridades públicas, inclusive ao presidente da República”.

Segundo denúncias veiculadas pela revista Veja, pelo site BuzzFeed e pelo Jornal Nacional, da TV Globo, a empreiteira Odebrecht teria repassado R$ 10 milhões em espécie ao PMDB a pedido do presidente Michel Temer (PMDB), em 2014. Deputados, senadores e governadores, entre eles integrantes da cúpula do PMDB no atual governo Temer, também teriam recebido propinas.

Ainda de acordo com Lamachia, em entrevista ao Uol, “as notícias veiculadas pela imprensa sobre diversas autoridades precisam ser apuradas com urgência para que a população não fique refém da incerteza e para que o país possa superar rapidamente os problemas que enfrenta”.

“No momento em que o governo pede mais sacrifícios à população para enfrentar a crise econômica, não podem pairar dúvidas acerca da integridade moral dos que comandam as instituições”, destacou Lamachia.

“Acompanho com atenção os desdobramentos desses fatos para que a OAB possa cumprir com rigor sua função de defender os interesses da sociedade e o cumprimento da Constituição”, continuou ele. “Se necessário, a OAB usará de suas prerrogativas constitucionais para fazer valer os interesses da cidadania.”



No artigo

x