Temer é citado 43 vezes em delação de diretor da Odebrecht

Além do presidente, ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, é mencionado 45 vezes e o secretário de Parceria e Investimentos do governo Temer, Moreira Franco, 35 Da Redação O nome do presidente Michel Temer é citado...

1833 0

Além do presidente, ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, é mencionado 45 vezes e o secretário de Parceria e Investimentos do governo Temer, Moreira Franco, 35

Da Redação

O nome do presidente Michel Temer é citado 43 vezes na delação de Cláudio Melo Filho, ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht.

Além de Temer, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, é mencionado 45 vezes e Moreira Franco, secretário de Parceria e Investimentos do governo Temer, 35.

Clique aqui para ler a íntegra da delação de Claudio Melo Filho em pdf

O líder do governo no Congresso, Romero Jucá (PMDB-RR), apontado como o “homem de frente” das negociações da empreiteira no Congresso, tem 105 menções no relato

O ex-ministro Geddel Vieira Lima aparece em 67 momentos. Geddel pediu demissão recentemente após denúncias de ter pressionado o então ministro da Cultura, Marcelo Calero, para que obra embargada em Salvador fosse liberada pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan).

Em documento preliminar da delação, Melo Filho afirma ter participado de jantar com Michel Temer, onde ficou acertado que a empresa pagaria R$ 10 milhões ao então vice-presidente, sendo que R$ 4 milhões foram recebidos por Eliseu Padilha. Segundo o delator, ao longo dos anos, foram feitos pagamentos de mais de R$ 22 milhões para o senador Romero Jucá, que posteriormente distribuía os valores ao PMDB.

Leia também:

Rede Globo usa sete minutos do Jornal Nacional para detonar Temer

OAB diz que é urgente esclarecer denúncias contra Temer

Delator da Odebrecht diz que levou dinheiro vivo a amigo de Temer



No artigo

x