Comissão de Ética aplica repreensão pública a Geddel

A medida, no entanto, não o impede de assumir novos cargos. Por Redação A comissão de...

700 0

A medida, no entanto, não o impede de assumir novos cargos.

Por Redação

A comissão de ética da Presidência da República decidiu nesta quinta-feira (15) que o ex-ministro Geddel Vieira Lima utilizou a posição de Secretário do Governo Temer para promover interesses pessoais, violando o código da administração pública.

A aprovação foi votada por unanimidade e entendeu-se que houve conflito de interesse na postura de Geddel e determinou a aplicação de sanção de censura ética.

A pena que será aplicada é uma repreensão pública pela conduta de uma autoridade. A medida não o impede de assumir novos cargos.

Geddel saiu do governo depois de que o ex-ministro da Cultura, Marcelo Caleiro, disse em uma entrevista para o jornal Folha de S.Paulo que Geddel o estava pressionando para autorizar uma obra em Salvador (BA) no qual ele era comprador de um dos apartamentos.

 



No artigo

x