Paulo Pimenta sobre denúncia contra Lula: “É uma ditadura de toga”

Para o deputado o juiz Sérgio Moro e os procuradores que atuam com ele de estarem fazendo política, com ações seletivas contra Lula e o PT. Por Redação...

834 0

Para o deputado o juiz Sérgio Moro e os procuradores que atuam com ele de estarem fazendo política, com ações seletivas contra Lula e o PT.

Por Redação

O deputado e vice-líder do PT na Câmara Paulo Pimenta (RS) comentou nesta quinta-feira (15) o conteúdo da nota divulgada pelo Ministério Público Federal do Paraná sobre a mais recente denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por supostas operações envolvendo um terreno do Instituto Lula e um apartamento em São Bernardo do Campo (SP).

“É mais um abuso da Lava-Jato. Esse pessoal de Curitiba perdeu o limite do razoável”, disse Pimenta. Ele acusou o juiz Sérgio Moro e os procuradores que atuam com ele de estarem fazendo política, com ações seletivas contra Lula e o PT.

“Eles se utilizam de sentenças para fazer política e perseguir quem discorda dos encaminhamentos da Lava- Jato. É uma ditadura de toga. Uma atitude inaceitável que merece uma ação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), além de denúncia nos fóruns internacionais”, comentou Pimenta.

O deputado disse que os procuradores estão querendo legislar no Brasil.

“Se procurador quiser fazer lei, até pode sugerir, como fizeram com o envio de um projeto de iniciativa popular; mas cabe ao Congresso analisar e fazer os ajustes necessários. Não há um poder ditatorial do MP. Se quiserem fazer leis, que se candidatem”.

Nova liderança

Nesta quinta o Partido dos Trabalhadores anunciou o deputado Carlos Zarattini (SP) como novo líder da bancada na Câmara. Ele é filiado ao partido desde 1987 e deputado federal desde 2006.



No artigo

x