Temer é rejeitado por 55% dos brasileiros, aponta nova pesquisa

Esse é o primeiro levantamento feito após a divulgação de algumas delações de executivos da Odebrecht que citaram o atual presidente em negociações de propina. Por Redação...

804 0

Esse é o primeiro levantamento feito após a divulgação de algumas delações de executivos da Odebrecht que citaram o atual presidente em negociações de propina.

Por Redação

Uma nova pesquisa realizada pela CUT/Vox Populi, entre os dias 10 e 14 de dezembro, mostra que o presidente Michel Temer é rejeitado por 55% dos entrevistados. Esse é o primeiro levantamento feito após a divulgação de algumas delações de executivos da Odebrecht que citaram o atual presidente em negociações de propina destinadas ao seu partido.

Para 70% dos brasileiros, com Temer no governo, o desemprego vai aumentar. A pesquisa também abordou itens como a Reforma da Previdência e a PEC que congela os gastos. A proposta de reforma da aposentadoria é rejeitada por 87% dos brasileiros enquanto a proposta apelidada de “PEC do Fim do Mundo” é desaprovada por 78% da população.

Com Temer na presidência, o combate à corrupção vai piorar para 49% dos entrevistados – em outubro, esse percentual era de 30%. E o Brasil vai piorar para 55% dos brasileiros – no Nordeste, o índice dos que não têm esperança de melhora de vida pula para 71%.

Marcos Coimbra, do Vox Populi, resume em um tripé a elevadíssima desaprovação de Temer: 1) a falta de legitimidade; 2) a impopularidade do governo do PMDB; 3) a agenda recessiva, reprovada pela maioria do povo brasileiro.

Os percentuais de rejeição de Temer são praticamente idênticos aos índices já divulgados por outros institutos de pesquisa. No Ipsos o índice de negativo é de 52%; no Ibope, 46%; no Datafolha, 51%.



No artigo

x