Socorro a ambulante no metrô demorou uma hora

O ambulante Luiz Carlos Ruas, 54, recebeu o atendimento de equipes do Resgate e do Samu somente uma hora depois de ter sido espancado. Segundo imagens do circuito interno da estação Pedro 2º, o camelô começou a ser agredido às 20h53. Uma equipe do...

837 0

O ambulante Luiz Carlos Ruas, 54, recebeu o atendimento de equipes do Resgate e do Samu somente uma hora depois de ter sido espancado. Segundo imagens do circuito interno da estação Pedro 2º, o camelô começou a ser agredido às 20h53. Uma equipe do Resgate só é vista nas imagens às 21h51.
Da Folha
O ambulante Luiz Carlos Ruas, 54, recebeu o atendimento de equipes do Resgate e do Samu somente uma hora depois de ter sido espancado.
Segundo imagens do circuito interno da estação Pedro 2º, da linha 3-vermelha, o camelô começou a ser agredido às 20h53. Os seguranças chegam ao local às 21h02, quando os suspeitos já haviam fugido. Os agentes realizam os primeiros atendimentos ao ambulante.
Uma equipe do Resgate só é vista nas imagens às 21h51. Na sequência, os funcionários do Samu, da prefeitura, chegam. Os socorristas ficam mais de dez minutos realizando massagem cardíaca no camelô, até que o removem da estação. Ruas morreu horas após chegar ao hospital.
O Metrô informou que os seguranças chegaram ao local seis minutos após serem acionados. O Corpo de Bombeiros não respondeu sobre a demora na chegada do Resgate. A prefeitura, responsável pelo Samu, informou que o atendimento foi cancelado.

Você gosta de ler a Fórum? Então vai pra Cuba! Fique sócio agora e concorra a uma viagem por nossa conta em 2017.



No artigo

x