Gilberto Gil vai processar internauta que o xingou de “macaco filha da puta”

O músico e compositor baiano também conseguiu liminar para que sites retirem do ar boato onde ele supostamente teria criticado o juiz Sergio Moro.

1604 0

O músico e compositor baiano também conseguiu liminar para que sites retirem do ar boato onde ele supostamente teria criticado o juiz Sergio Moro.

Da Redação

Gilberto Gil conseguiu liminar no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro obrigando o Facebook e os sites Pensa Brasil e Folha Digital a, em 48 horas, removerem os boatos de que o artista teria criticado a atuação do juiz Sérgio Moro. Os links apontam que Gil teria dito que Moro seria um “juiz fajuto”.

Segundo coluna de Ancelmo Goés, no Globo, por causa desse boato, internautas xingaram o músico, entre eles, o internauta com o nome de Hernandes dos Reis. Ele publicou um comentário sobre o boato chamando Gil de “macaco filho da puta”. Gil vai processar o autor do comentário racista.

“Tu, pessoa nefasta. Vê se afasta teu mal. Teu astral que se arras tão baixo no chão”, disse Gil em seu Instagram sobre o episódio.

 

 



No artigo

x