Duas crianças são deixadas em quintal com bilhete: “Não aguento ver passar fome”

O caso aconteceu em Caburiú, Santa Catarina. Junto das crianças, uma menina de três anos e o irmão de um ano e meio, havia ainda uma mochila com vários pertences, carteira de vacinação, mamadeiras, fraldas e encaminhamentos médicos. De acordo com a documentação encontrada...

1875 0

O caso aconteceu em Caburiú, Santa Catarina. Junto das crianças, uma menina de três anos e o irmão de um ano e meio, havia ainda uma mochila com vários pertences, carteira de vacinação, mamadeiras, fraldas e encaminhamentos médicos. De acordo com a documentação encontrada o menino seria epilético.

Da Redação com informações da RBSTV

Duas crianças foram abandonadas ontem (05) pela mãe no quintal de uma casa no bairro Monte Alegre, em Camboriú, no Litoral Norte catarinense, com um bilhete em que dizia que não aguentava mais ver os filhos passando fome e pedindo que as crianças fossem encaminhadas ao conselho tutelar.

Junto das crianças, uma menina de três anos e o irmão de um ano e meio, havia ainda uma mochila com vários pertences, carteira de vacinação, mamadeiras, fraldas e encaminhamentos médicos. De acordo com a documentação encontrada o menino seria epilético.

Pessoas viram uma mulher abrir o portão de uma casa, colocar os filhos dentro e ir embora. Um casal que estava no local chamou a Polícia Militar. De acordo com o conselheiro tutelar Diego Raphael Rocha Pereira, as crianças estavam sujas e tinham piolhos, mas sem sinais de agressões.

Pelos documentos, a polícia conseguiu identificar os familiares das crianças, filhas de pais diferentes. Eles, assim como a mãe, têm passagens por furto e tráfico de drogas. Como mostrou a reportagem, a mulher vai responder por abandono de incapaz.

Segundo Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento, a mãe chegou a procurar auxílio seis meses atrás. A secretária Andréia de Souza Machado afirmou que a mulher teria recebido acompanhamento mensal, se tivesse solicitado. Segundo Andréia, equipes tentaram localizar a mulher no endereço informado por ela, mas não tiveram sucesso.

As crianças foram levadas para um abrigo. Elas deverão ser encaminhadas para adoção, mas o processo deve demorar pelo menos 6 meses.

Foto: Reprodução RBSTV

Para continuar a divulgar conteúdo que faz o contraponto, a Fórum precisa da sua ajuda. Seja sócio e participe de sorteios incríveis!

 



No artigo

x