Vexame da Exame: Mick Jagger recebe cerca de R$285 semanais de aposentadoria do governo britânico desde 2008

O astro do rock virou garoto propaganda da revista Exame ao ser usado como exemplo para o brasileiro, que deverá trabalhar a vida toda e ainda achar isso bom. A publicação não mencionou, no...

5059 0

O astro do rock virou garoto propaganda da revista Exame ao ser usado como exemplo para o brasileiro, que deverá trabalhar a vida toda e ainda achar isso bom. A publicação não mencionou, no entanto, que Jagger recebe aposentadoria do governo há quase dez anos e que, quando começou a receber, já tinha uma fortuna estimada em 225 milhões de libras

Por Redação

Após a irresponsável matéria de capa da revista Exame da semana passada, alguns dados curiosos sobre a vida financeira de Mick Jagger começaram a vir à tona apenas para sacramentar o quão esdrúxula foi a comparação da publicação, que usou o astro de rock com exemplo para os brasileiros que deverão trabalhar a vida toda – inclusive, achando isso bom.

A revista da editora Abril deixou de mencionar, em sua matéria – além do óbvio de que Jagger só ‘trabalha’ ainda por que quer – que o vocalista dos Rolling Stones de 73 anos recebe, desde 2008, o equivalente a R$285 semanais como aposentadoria do governo britânico. Isso sem falar em sua fortuna que, há nove anos, era estimada em 225 milhões de libras. Quase igual a realidade do trabalhador brasileiro.

O uso de Jagger como modelo torna a reportagem ainda mais irresponsável se for levado em consideração o fato de que a mesma revista, em outro governo, chegou a criticar a ideia de que os brasileiros devessem se aposentar mais tarde. A matéria de 2012, em meio ao primeiro mandato da ex-presidenta Dilma, alertava que é preciso dar mais atenção à qualidade de vida e que a sobrecarga de trabalho deixa as pessoas infelizes e com pouco tempo para a família. Contraditório, não?



No artigo

x