Com “guerra declarada”, pixadores dão mais uma resposta ao prefeito João Doria

Grafiteiros e pixadores vêm dando recados diretos ao prefeito tucano, que prometeu uma “grande campanha” contra o grafite e a pichação Por Redação...

4269 0

Grafiteiros e pixadores vêm dando recados diretos ao prefeito tucano, que prometeu uma “grande campanha” contra o grafite e a pichação

Por Redação

Com menos de 20 dias de governo o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), resolveu travar uma guerra com dois antigos “moradores” da cidade que sempre venceram aqueles que tentaram combatê-los: o grafite e a pixação. Vista por muitos turistas como arte, sendo pauta de diversos livros, filmes e documentários, as intervenções urbanas e independentes de São Paulo compõem parte da cultura produzida, por exemplo, no Hip Hop e nas periferias da capital paulista. É contra este tipo de segmento que Doria prometeu “uma grande campanha”.

A reação não demorou para vir à tona. Conforme noticiado pela Fórum, na última segunda-feira (16) o topo de um dos pilares da Ponte Estaiada amanheceu pixado. Poucos dias antes, Doria deu, ali, o início ao programa Cidade Linda, apagando dezenas de pixações e grafites com tinta cinza.

Na terça-feira (17) um recado mais claro ao prefeito aparece pixado em um prédio próximo ao Terminal Bandeira, região central da capital e caminho de Doria para chegar na prefeitura.

“Doria, pixo é arte”, diz a intervenção, ao lado de um “Fora Temer”, também pixado.

Leia também: “Cidade Linda” ou cidade cinza? “Foram 7 anos filmando o que você está apagando”

Não foram só os pixadores que reagiram. Os grafireiros, que se dependerem de Doria terão que executar seus trabalhos em um “grafitódromo”, também responderam. Entre inúmeros recados destinados ao tucano espalhados por grafites na cidade, um muito direto é do grafiteiro Todyone, na zona leste.

“Isso não é arte. Romero Britto é top”, diz um desenho de Doria vestido de gari e varrendo um grafite para debaixo do tapete.

tody
Foto: Arquivo Pessoal

 

 



No artigo

x