Artista de SP remove “maquiagem” de Doria e faz reaparecer seu grafite em muro

“Parece que acabou o estoque de tinta cinza”, disse o grafieiro Mundano, que com água e escovão, removeu a tinta branca que cobriu alguns desenhos e um “São Paulo não é Miame” grafitado em...

5016 0

“Parece que acabou o estoque de tinta cinza”, disse o grafieiro Mundano, que com água e escovão, removeu a tinta branca que cobriu alguns desenhos e um “São Paulo não é Miame” grafitado em um muro do Largo da Batata. Assista

Por Redação

Conforme esperado, o prefeito João Doria (PSDB) terá dificuldades em vencer a guerra que resolveu travar contra pixadores e grafiteiros da Cidade de São Paulo. Depois de anunciar que a cidade faria uma “grande campanha” contra eles e começar a apagar intervenções pelas ruas, alguns artistas começaram a responder com suas intervenções. Nesta quinta-feira (19), foi a vez do grafiteiro Mundano, que limpou a tinta que equipes da prefeitura usaram para apagar uma de suas intervenções.

“Depois da minha arte sair na mídia o Cidade Linda apagou, mas parece que já acabou o estoque de tinta cinza”, escreveu o artista em sua página do Facebook. Ele postou uma foto de um muro, no Largo da Batata, em Pinheiros, pintado com tinta branca. Poucos dias antes ele havia grafitado ali alguns desenhos e a frase “São Paulo não é Miame”, em referência aos planos de Doria de criar um grafitódromo – inspirado na cidade norte-americana – para concentrar as obras de grafite.

Leia também: “Cidade Linda” ou cidade cinza? “Foram 7 anos filmando o que você está apagando”

Usando apenas um escovão com água, Mundano conseguiu remover a tinta branca que cobria seu grafite e postou: “Usando água e um escovão podemos @reveracidade Linda de verdade !”

Assista.



No artigo

x