Doria cria programa para incentivar símbolos nacionais, como fazia a ditadura

Muito provavelmente incentivado pelas aulas de Educação Moral e Cívica, obrigatórias pela ditadura para a sua geração nas décadas de 60 e 70, o prefeito João Doria criou o programa Bandeiras do Brasil. O objetivo é motivar o orgulho da população por estes símbolos.

1756 0

Muito provavelmente incentivado pelas aulas de Educação Moral e Cívica, obrigatórias pela ditadura para a sua geração nas décadas de 60 e 70, o prefeito João Doria criou o programa Bandeiras do Brasil. O objetivo é motivar o orgulho da população por estes símbolos.

Da Redação

Muito provavelmente incentivado pelas aulas de Educação Moral e Cívica, obrigatórias pela ditadura para a sua geração nas décadas de 60 e 70, o prefeito João Doria criou o programa Bandeiras do Brasil. O Objetivo é incentivar a instalação de conjuntos com três mastros e as bandeiras da cidade, do estado e do país em praças e áreas públicas da Capital, para motivar o orgulho da população por estes símbolos.

O primeiro conjunto de mastros e bandeiras do programa Bandeiras do Brasil foi inaugurado neste sábado (21) no canteiro central da Avenida Cidade Jardim, na Zona Oeste.

“Queremos valorizar o sentimento pátrio, dos valores brasileiros. O programa vai acontecer em vários locais: onde formos recuperando, teremos o hasteamento, sempre com o patrocínio de uma empresa”, afirmou Doria.

O programa Bandeiras do Brasil teve a sua primeira ação no mesmo final de semana em que o prefeito mandou apagar os grafites da Avenida 23 de Maio e, mesmo assim, declarar controverso: “Pichação não é grafite nem mural. Mural e grafite são expressões de arte urbana, que nós respeitamos. Pichação, não, nós condenamos”.

As bandeiras hasteadas nesta tarde permaneceram a meio mastro em respeito ao luto oficial de três dias, decretado pelo falecimento do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki.

Foto: Leon Rodrigues/Secom

 



No artigo

x