Novos em condomínio do RJ, casal gay é alvo de homofobia em carta de moradores: “Gente de cor e afeminada”

Ainda não se sabe o autor da carta, que afirma que “nenhum morador do condomínio aprova o comportamento que envergonha Deus” Por Redação*...

2405 0

Ainda não se sabe o autor da carta, que afirma que “nenhum morador do condomínio aprova o comportamento que envergonha Deus”

Por Redação*

O professor de português Júnior Santos, de 24 anos, e seu namorado, o servidor federal Maycon Aguiar, de 23, não foram bem vindos no condomínio de apenas dez casas, em Vicente de Carvalho, no Rio de Janeiro (RJ), para o qual se mudaram há apenas um mês.

Na última sexta-feira (19), os jovens se depararam com uma carta de duas páginas com dizeres homofóbicos e racistas na janela de sua residência. Ainda não se sabe o autor da carta, mas o texto diz que “nenhum morador do condomínio aprova o comportamento que envergonha Deus”. Citando trechos da bíblia, o autor ou a autora da carta pede para que o casal se retire para poupar seus filhos de viverem “com gente da laia de vocês”.

“Gente de cor e afeminada ainda por cima não está no nível dos que moram aqui”, diz o texto.

Os jovens levaram o caso à polícia, mas não foi aberto um boletim de ocorrência pelo fato de os autores da carta serem desconhecidos. Eles pediram para a administração do condomínio, então, a gravação das câmeras de segurança para saberem quem colocou a carta na janela. A administração, por sua vez, enviou aos rapazes uma conversa de e-mail em que foi afirmado que as imagens seriam encaminhadas apenas à polícia.

*Com informações do jornal Extra

 



No artigo

x