Taxa de Doria pode deixar Daniela Mercury fora do carnaval paulistano

Mesmo que não fechasse patrocínio, a cantora Daniela Mercury, havia decidido participar do carnaval paulistano e bancar o seu trio elétrico Pipoca da Rainha. No entanto, a taxa de R$ 240 mil que o prefeito João Doria (PSDB) decidiu cobrar de blocos de fora...

2220 0

Mesmo que não fechasse patrocínio, a cantora Daniela Mercury havia decidido participar do carnaval paulistano e bancar o seu trio elétrico Pipoca da Rainha. No entanto, a taxa de R$ 240 mil que o prefeito João Doria (PSDB) decidiu cobrar de blocos de fora da cidade para participarem da folia, a fez rever a decisão e ela poderá não participar.

Da Redação com Informações da Coluna de Mônica Bérgamo

Mesmo que não fechasse patrocínio, a cantora Daniela Mercury, havia decidido participar do carnaval paulistano e bancar o seu trio elétrico Pipoca da Rainha. No entanto, a taxa de R$ 240 mil que o prefeito João Doria (PSDB) decidiu cobrar de blocos de fora da cidade para participarem da folia, a fez rever a decisão e ela poderá não participar.

A cantora baiana está negociando patrocínio com uma cervejaria, mas a verba que seria disponibilizada não cobriria todos os custos de aluguel de trio, viagem e hospedagem da equipe e segurança, por exemplo. Muito menos a taxa de Doria.

O desfile de Daniela foi uma das grandes atrações do pré-Carnaval de 2016, tomando a avenida da Rebouças e também a rua da Consolação. Neste ano, ela deveria se apresentar no dia 5 de março, no encerramento da festa.

 



No artigo