Homem ataca policial aos gritos de “Allahu Akbar” no museu do Louvre e é baleado

Um homem que atacou um soldado nesta sexta-feira no museu do Louvre, em Paris, gritou "Allahu Akbar". Ele foi baleado e está gravemente ferido.

898 0

Um homem que atacou um soldado nesta sexta-feira no museu do Louvre, em Paris, gritou “Allahu Akbar”. Ele foi baleado e está gravemente ferido.

Da Redação com Informações da Reuters e do Le Monde

Um homem que atacou um soldado nesta sexta-feira no museu do Louvre, em Paris, gritou “Allahu Akbar”, e a polícia acredita que ele queria realizar um ataque terrorista, disse o chefe da força policial da capital francesa, Michel Cadot.

Allahu Akbar é uma expressão em árabe que significa “Deus é Grande”, na tradução para o português. Conhecida em árabe como Takbir ou takbeer, a expressão Allahu Akbar é uma reverência à Deus, bastante utilizada entre os muçulmanos.

Um policial teria dado cinco disparos. O suspeito foi atingido na barriga e ficou gravemente ferido, mas permaneceu consciente, de acordo com o jornal francês “Le Monde”.

O jornal “Le Monde” afirma que o policial, que faz parte da operação Sentinelle, ficou ferido no antebraço. O periódico diz ainda que o suspeito levava dois facões.

“Estamos lidando com um ataque de um indivíduo que era claramente agressivo e representava uma ameaça direta, e cujos comentários nos levam a pensar que ele gostaria de ter realizado um incidente terrorista”, disse Cadot a repórteres.

“Também havia um segundo indivíduo que estava com comportamento suspeito, e também foi detido, mas por ora não aparenta haver uma ligação entre este indivíduo e o ataque”, acrescentou Cadot.

O chefe de polícia disse que o soldado que foi atacado sofreu ferimentos leves, e que outros soldados atiraram cinco vezes contra o agressor, ferindo-o.

Ele acrescentou que não foram encontrados explosivos na bolsa do agressor no Louvre.

Foto: ALAIN JOCARD / AFP

 



No artigo

x