PT vai ao STF contra foro privilegiado de Moreira Franco

Parlamentares pedem que Gilmar Mendes analise o caso, uma vez que, em 2016, ele suspendeu a nomeação de Lula como ministro da Casa Civil alegando que a medida seria uma tentativa de obstrução da Justiça.

1217 0

Parlamentares pedem que Gilmar Mendes analise o caso, uma vez que, em 2016,  ele suspendeu a nomeação de Lula como ministro da Casa Civil alegando que a medida seria uma tentativa de obstrução da Justiça

Por Redação

Os deputados federais Paulo Pimenta (PT-RS), Wadih Damous (PT-RJ) e Chico D’Angelo (PT-RJ) irão protocolar uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a nomeação de Moreira Franco para o cargo de Secretário-Geral da Presidência da República, feita por Michel Temer nesta quinta-feira (2).

A acusação é de que a medida foi realizada para que ele tivesse foro privilegiado às vésperas do andamento das delações dos 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht. Moreira é acusado pelo ex-superintendente da empreiteira Claudio Melo Filho de receber propina de R$ 4 milhões em 2014, quando era ministro da Aviação Civil.

Os petistas vão pedir que o caso seja analisado no Supremo pelo ministro Gilmar Mendes, embora a relatoria da ação, quando protocolada, seja feita por sorteio eletrônico.

No dia 18 de março de 2016, Mendes, em decisão liminar, suspendeu a nomeação de Luiz Inácio Lula da Silva como ministro da Casa Civil do governo de Dilma Rousseff, alegando que isso seria uma tentativa de obstrução nas investigações do juiz Sérgio Moro contra o ex-presidente.

Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil



No artigo

x