Diretor de série sobre a Lava Jato critica Temer: ‘É ilegítimo’

Em entrevista, José Padilha contou sobre a série e disse que as constantes reviravoltas da operação foram incluídas no enredo, como a recente morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki.

879 0

Em entrevista, José Padilha contou sobre a série e disse que as constantes reviravoltas da operação foram incluídas no enredo, como a recente morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki

Por Redação

José Padilha, diretor do filme Tropa de Elite e do seriado Narcos, está agora no comando de uma nova série para a Netflix sobre a Operação Lava-Jato. Em entrevista ao jornal O Globo, ele afirmou que o fundamental do projeto é apresentar as dificuldades que os policiais, os procuradores e os juízes que atuaram na operação tiveram que enfrentar. “Trata-se de um briga de David contra Golias, onde a força-tarefa da Lava Jato sofreu uma enorme pressão do establishment e da quadrilha de empreiteiros e políticos que domina Brasília faz tempo”, disse.

Padilha contou ainda que as constantes reviravoltas da investigação foram incluídas no enredo, como a recente morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki. Na entrevista, ele criticou Michel Temer, que, em sua opinião, beneficiou-se com a corrupção que achacava o Estado. Para ele, a chapa que o elegeu como vice de Dilma Rousseff era ilegítima. “Desde sempre estiveram ilegais na Presidência da República. Todos nós sabemos disso. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) também sabe”, afirmou. O diretor fez mistério sobre a produção, mas disse que terá lançamento mundial e mais de uma temporada garantida.

Foto: Divulgação/Netflix



No artigo

x