Saiba com que idade você vai se aposentar (ou não) se for aprovada a reforma da previdência

Calculadora simula tempo de aposentadoria se a PEC 287 for aprovada no Congresso Nacional Por Isabelle Grangeiro, colaboradora da Rede Fórum...

1663 0

Calculadora simula tempo de aposentadoria se a PEC 287 for aprovada no Congresso Nacional

Por Isabelle Grangeiro, colaboradora da Rede Fórum

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) lançou esta semana, em parceria com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), um simulador que permite ao trabalhador descobrir quanto tempo lhe resta de trabalho até a aposentadoria nas regras atuais e como ficará se a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, que trata sobre a reforma da previdência, for aprovada pelo Congresso Nacional

Para utilizar o “aposentômetro”, basta informar o gênero, a data de nascimento e o tempo de contribuição para o INSS.

O recurso pode ser acessado no site da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Além de fixar em 65 a idade mínima para a aposentadoria de homens e mulheres e aumentar o tempo mínimo de contribuição de 15 para 25 anos, a PEC 287 também traz outros pontos polêmicos, como a exigência de 49 anos de contribuição para acesso à aposentadoria integral, extinção de aposentadorias especiais e criação de um pedágio para homens com mais de 50 anos e mulheres com mais de 45 em um acréscimo de 50% no tempo até a aposentadoria.

Segundo o presidente da CUT, Vagner Freitas, o objetivo do governo não é apenas “reformar” a Previdência: “Temer quer acabar com a aposentadoria”.

Além do “Aposentômetro”, outros recursos estão sendo usados pelos movimentos sociais para conscientizar a população sobre a PEC 287. Nesta quinta-feira (23), teve início a 13ª Jornada Nacional de Debates, cujo tema é a reforma da previdência. O evento visa aprofundar o debate de análises incluídas no estudo “Previdência: Reformar para Excluir?”, realizado pelo Dieese.

A população também deve ir às ruas para pressionar o Congresso Nacional contra a aprovação da reforma da previdência. No dia 8 de março, dia internacional da luta feminina, o tema será abordado nas ações organizadas por coletivos feministas e no dia 15 de março, dia de mobilização nacional, as centrais sindicais pretendem realizar manifestações contra a PEC 287.



No artigo

x