Empresa que comprou Escola da Vila responde à Forum

A Fórum publicou matéria na última sexta-feira (24) sobre a venda da Escola da Vila, para grupo cujo diretor de relações com o mercado é ligado a movimentos da direita brasileira. A Bahema S.A. nos respondeu com nota que publicamos abaixo, além de reiterar...

2456 0

A Fórum publicou matéria na última sexta-feira (24) sobre a venda da Escola da Vila, para grupo cujo diretor de relações com o mercado é ligado a movimentos da direita brasileira. A Bahema S.A. nos respondeu com nota que publicamos abaixo, além de reiterar a nossa posição.

Da Redação

A Fórum publicou matéria na última sexta-feira (24) sobre a venda da Escola da Vila, tradicional centro de ensino paulistano construtivista criado pela filha de Paulo Freire, Madalena Freire. A empresa de investimentos Bahema S.A. nos respondeu com uma nota onde diz que não defende nenhuma linha político-ideológica, não tem ligação com qualquer instituição política, movimento ou partido.

Como manda a prática do bom jornalismo, publicamos a nota na íntegra abaixo sem, no entanto, reiterar que consideramos sim um absurdo uma escola com o histórico e a liberdade criativa da Escola da Vila ser vendida para uma empresa de “investimentos em diversos setores”, como diz o próprio site da Bahema.

Além disso, reafirmamos também que o diretor de relações com o mercado desta empresa é Guilherme Affonso Ferreira Filho (foto), organizador do 3o Fórum Liberdade e Democracia, que reuniu e agraciou com prêmios diversos expoentes da extrema direita brasileira, como Jair Bolsonaro, Hélio Beltrão e o vereador paulistano Fernando Holiday.

Nota da Bahema

Esclarecemos que a Bahema S.A. não defende nenhuma linha político-ideológica, não tem ligação com qualquer instituição política, movimento ou partido. A Bahema é uma empresa com mais de 60 anos de existência. A nova geração, que está à frente da empresa, escolheu a área educacional para se associar com o intuito de criar um grupo de escolas com projeto pedagógico semelhante, baseado no construtivismo e que defenda valores como democracia, ética e humanismo. Por isso, se associou também à Escola Parque, no Rio de Janeiro, e está em conversa com a Balão Vermelho, em Belo Horizonte. A Bahema associou-se à Escola da Vila por causa da sua história de quase 40 anos, por sua essência, e não para transformá-la. O objetivo é tornar o projeto sustentável e perenizá-lo. Reforçamos, assim, que a Bahema não apoiou institucionalmente os eventos a que a reportagem se refere e os palestrantes em questão são os únicos responsáveis por suas declarações, que não refletem em nenhuma hipótese os valores da Bahema.  

Bahema S.A

 



No artigo

x