Assessor das polícias de SP faz piada com morte do menino João Victor, agredido por seguranças do Habib’s

“Vou comer 50 esfihas. Só pra contrariar. E um beirute”, escreveu no Facebook o assessor de imprensa da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, Adriano Kirche Moneta, em meio à campanha de boicote...

3065 0

“Vou comer 50 esfihas. Só pra contrariar. E um beirute”, escreveu no Facebook o assessor de imprensa da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, Adriano Kirche Moneta, em meio à campanha de boicote ao Habib’s por conta da morte de um menino de 13 anos que foi agredido e arrastado por seguranças do restaurante

Por Redação

Desde a semana passada que vem causando revolta e comoção a morte do menino João Victor, de 13 anos, que faleceu em decorrência de uma parada cardiorrespiratória após ser agredido e arrastado por seguranças da rede de restaurantes Habib’s, próximo a uma unidade da zona norte da capital paulista. O caso fez com que milhares de pessoas aderissem a um boicote contra a empresa, já que a mesma teria responsabilidade sobre os atos de seus funcionários e diante da negligência com o ocorrido.

Em meio à campanha de boicote, o assessor de imprensa da secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) – órgão responsável pela Polícia Militar e Civil, a última conduz as investigação do caso – Adriano Kirche Moneta, resolveu fazer piada com a morte do garoto.

“Vou comer 50 esfihas. Só pra contrariar. E um beirute”, escreveu em sua página pessoal do Facebook nesta segunda-feira (6). Horas depois, diante das críticas de seguidores, a postagem foi apagada.

Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Procurada pela equipe do site Ponte Jornalismo, a CDN Comunicação, terceirizada que comanda a comunicação da SSP, afirmou em nota que a postagem de Adriano expressa uma opinião pessoal, que não é compactuada pela empresa, e ainda disse que o assessor não é o responsável pela comunicação da SSP. Segundo o perfil do Linkedin do jornalista, no entanto, ele atuava como diretor executivo adjunto de imprensa e comunicação da SSP até o mês passado.

Confira a íntegra da nota.

“A CDN Comunicação esclarece que a afirmação foi postada pelo colaborador Adriano Moneta em seu perfil pessoal, não refletindo a posição da empresa, que, aliás, possui um Código de Conduta que estabelece as diretrizes de uso e comportamento nas redes sociais.

Além disso, a CDN Comunicação informa que Adriano não é responsável pela Comunicação da Secretaria de Segurança Pública e tampouco está autorizado a emitir opiniões em nome da agência ou em nome da Secretaria.”



No artigo

x