Suplente de Romero Jucá fica 6 dias no Senado e recebe quase R$ 80 mil

Wirlande da Luz ficou quatro dias úteis, mas embolsou R$ 67.526 de “ajuda por início e fim do mandato”, além de R$ 11.662 da cota parlamentar, o que dá um total de R$ 79.188 por 144 horas de trabalho.

2183 0

Wirlande da Luz ficou quatro dias úteis, mas embolsou R$ 67.526 de “ajuda por início e fim do mandato”, além de R$ 11.662 da cota parlamentar, o que dá um total de R$ 79.188 por 144 horas de trabalho.

Da Redação com Informações da Coluna de Cláudio Humberto

Wirlande da Luz (foto), suplente de Romero Jucá (PMDB-RR), virou senador quando o titular foi nomeado ministro do Planejamento de Temer, mas ficou na vaga por só 4 dias úteis, entre 17 e 23 de maio.

O senador por 6 dias Wirlande da Luz só participou de uma sessão do Senado e não apresentou um único projeto, mas embolsou R$ 67.526 de “ajuda por início e fim do mandato”, além de R$ 11.662 da cota parlamentar, o que dá um total de R$ 79.188 por 144 horas de trabalho.

Os 21 suplentes que exerceram mandato receberam mais de R$ 1,4 milhão só de ajuda de custo, fora salários, auxílios e cota parlamentar.



No artigo

x