Delações de ex-secretário de obras e de marqueteiro de Cabral podem levar Pezão a perder cargo de governador

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, do PMDB, é o principal alvo da delação premiada de Hudson Braga, ex-secretário de Obras do Rio de Janeiro, na gestão de Sergio Cabral.

781 0

Da Redação

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, do PMDB, é o principal alvo da delação premiada de Hudson Braga, ex-secretário de Obras do Rio de Janeiro, na gestão de Sergio Cabral.

Braga, que foi preso na Operação Calicute, estaria negociando um acordo de delação premiada e nela iria apresentar provas de propinas pagas ao atual governador do Rio.

Pezão também seria um dos governadores delatados por executivos da Odebrecht e ainda deve fazer parte do acordo de delação do marqueteiro Renato Pereira.

Pereira trabalhou tanto para Cabral quanto para Pezão. Além disso, também trabalhou por um bom período para Aécio, com quem rompeu no final de 2013.

O marqueteiro também foi responsável pela campanha de Henrique Capriles, quando perdeu para Chávez, e depois para a oposição venezuelana na eleição do Congresso onde, já com Maduro, o chavismo perdeu maioria do Legislativo.

A delação de Pereira tende a mostrar a rede de financiamento que pode unir o esquema do PMDB do Rio com o de Aécio, incluindo o financiamento em disputas no continente via propinas de empreiteiras.

Leia também:



No artigo

x