Benedita da Silva é homenageada pela ONU em Nova Iorque (EUA)

Primeira mulher negra a ocupar uma cadeira na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, Benedita da Silva teve sua luta contra o racismo reconhecida pela organização internacional e foi homenageada em uma exposição ao...

1582 0

Primeira mulher negra a ocupar uma cadeira na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, Benedita da Silva teve sua luta contra o racismo reconhecida pela organização internacional e foi homenageada em uma exposição ao lado de nomes como Martin Luther King e Muhammad Ali

Por Redação

Figura histórica na política brasileira e na militância em favelas do Rio de Janeiro, a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) está sendo homenageada, neste mês de março, na exposição “Lembre-se da Escravidão”, da Organização das Nações Unidas (ONU). Uma foto de Bené, como é carinhosamente chamada na militância, está exposta na sede da organização, em Nova Iorque (EUA), ao lado de fotos de outros nomes importantes na luta contra o racismo em todo o mundo, como Martin Luther King e Muhammad Ali.

Em seu quarto mandato como deputada federal, Benedita já era conhecida nas comunidades cariocas por exercer trabalho voluntário de alfabetização de jovens e adultos e foi a primeira mulher negra a ocupar uma cadeira na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Foi senadora, vice-governadora do Rio, governadora, ministra do Desenvolvimento Social no primeiro mandato do ex-presidente Lula e secretária estadual de Assistência Social e Direitos Humanos.

Ao agradecer publicamente a homenagem, Benedita lembrou que a luta que muitos dos nomes homenageados como ela continua sendo uma luta atual.

“Quero agradecer muito a ONU pela lembrança do nosso trabalho. Infelizmente, a luta de muitos homenageados que estão nessa exposição, que viveram décadas atrás, ainda é a nossa luta nos dias de hoje. Torço para que um dia essa exposição seja apenas uma lembrança de quando nós tínhamos que combater o racismo, preconceito e intolerância”, disse a deputada.

 

 

 

 



No artigo

x