Condução coercitiva de blogueiro é “um grave atentado à liberdade de imprensa”, diz Repórteres Sem Fronteiras

"É extremamente preocupante um juiz emitir juízo de valor sobre a atuação de um jornalista ou de um blogueiro que edita há 12 anos um blog de opinião e de informações de interesse público", afirmou o representante da organização.

540 0

“É extremamente preocupante um juiz emitir juízo de valor sobre a atuação de um jornalista ou de um blogueiro que edita há 12 anos um blog de opinião e de informações de interesse público”, afirmou o representante da organização

Por Redação

A ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF), com sede em Paris, se manifestou sobre a tentativa de quebra de sigilo das fontes do blogueiro Eduardo Guimarães, responsável pelo Blog da Cidadania.

Em entrevista à BBC Brasil, Artur Romeo, coordenador de comunicação da entidade no Brasil, disse que o episódio representa “um grave atentado à liberdade de imprensa e à Constituição brasileira, que garante esse direito”.

Na terça-feira (21), Guimarães foi alvo de um mandado de condução coercitiva pelo juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal do Paraná, que também determinou a apreensão de documentos, aparelhos e arquivos eletrônicos dele.

A ação apura o suposto vazamento de informações de uma fase da operação que tinha como alvo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A RSF comentou ainda sobre a atitude de Moro ao afirmar que Eduardo Guimarães não é jornalista. “É extremamente preocupante um juiz emitir juízo de valor sobre a atuação de um jornalista ou de um blogueiro que edita há 12 anos um blog de opinião e de informações de interesse público”, disse Romeo.

“Há um entendimento amplo do trabalho de jornalista. Ele edita um blog, transmite informações de interesse público e, como são sigilosas, a Polícia Federal vai coagi-lo a revelar a fonte”, completou. A organização irá divulgar, em breve, uma nota oficial sobre o fato.



No artigo

x