Vigia de rua é chamado pela PF para testemunhar prisão de presidente do TCE-RJ

O vigia disse que precisou assinar diversos papéis como testemunha da operação, procedimento de praxe nas ações policiais

623 0

O vigia disse que precisou assinar diversos papéis como testemunha da operação, procedimento de praxe nas ações policiais.

Da Redação com Informações de O Globo

A força-tarefa da Polícia Federal convocou um vigia de rua para servir como testemunha da prisão do presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ), Aloysio Neves (foto). A ação ocorreu por volta das 6h desta quarta-feira (29), nas imediações da Lagoa Rodrigo de Freitas, local onde mora Aloysio.

A operação prendeu preventivamente o conselheiro e outros quatro integrantes do TCE, na ação batizada de “O quinto do ouro”.

O vigia, que não quis se identificar, relatou que havia, no momento da prisão do conselheiro, seis agentes da Polícia Federal, uma delegada e quatro integrantes do MPF no local. Contou ainda que foram apreendidos R$ 16 mil no apartamento de Aloysio, parte deles em um cofre. Além disso, os policiais também filmaram diversas obras de arte encontradas espalhadas pela casa, que ficarão acauteladas pela Justiça.

O vigia disse ainda que precisou assinar diversos papéis como testemunha da operação, procedimento de praxe nas ações policiais.

 



No artigo

x