Deputados do DEM e do PSDB pedem prisão de Rui Costa, do PCO, por sair em defesa de Lula

José Carlos Aleluia (DEM-BA) abriu uma representação no Ministério Público contra o presidente do PCO por “crimes contra a paz pública”; já Elizeu Dionizio (PSDB-MS), pediu para que a Polícia Federal abra um inquérito...

2703 0

José Carlos Aleluia (DEM-BA) abriu uma representação no Ministério Público contra o presidente do PCO por “crimes contra a paz pública”; já Elizeu Dionizio (PSDB-MS), pediu para que a Polícia Federal abra um inquérito contra Rui por “incitação à violência”. O motivo: Rui Costa Pimenta, em vídeo, convoca população a ocupar Curitiba contra a prisão de Lula

Por Redação

O presidente do Partido da Causa Operária (PCO), Rui Costa Pimenta, se tornou, esta semana, alvo de perseguição de dois parlamentares. Na tarde desta quarta-feira (29), o deputado federal Elizeu Dionizio (PSDB-MS) solicitou ao diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra, a abertura de inquérito policial para investigar a conduta de Rui por “incitar segmentos da sociedade à violência”. Também na quinta-feira, o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA) entrou com uma representação no Ministério Público em que pede apuração de “crimes contra a paz pública” supostamente cometidos pelo presidente do PCO.

O motivo: Rui Costa Pimenta convocou, em um vídeo de análise de conjuntura do partido, a população operária a ocupar a cidade de Curitiba (PR) no dia 3 de maio para defender o ex-presidente Lula. Nesta data, Lula prestará depoimento ao juiz Sérgio Moro e, de acordo com Rui, o obejtivo do juiz é prender o ex-presidente.

“É uma ameaça muito grande. O Sérgio Moro chamou o Moro pra Curitiba com a seguinte intenção: se der eu prendo. Isso não poder ser permitido pelo movimento sindical, operário e popular. Não é redundante enfatizar o seguinte: a prisão do Lula vai ser o sinal de largada para um ataque generalizado ao movimento popular e a esquerda. É um ataque central contra o movimento operário (…) A nossa palavra de ordem é organizar caravanas de todo o país e as pessoas devem cercar o Lula, precisa ter 100 mil guarda-costas, e ninguém pode chegar nem perto dele. A palavra de ordem tem que ser: não vai prender”, afirmou.

Em nota, o Partido da Causa Operária condenou a perseguição: “Os golpistas de hoje adotam rapidamente as mesmas práticas da antiga ditadura militar. Durante a ditadura era comum ver pessoas presas, até torturadas, por falar algo, por dar uma palestra, e foi apenas isso que fez o presidente do PCO; deu uma palestra, deu sua opinião sobre a perseguição que passa o ex-presidente Lula. O direito de falar, a liberdade de expressão estão sendo cassados”.

Confira, abaixo, o vídeo que motivou os pedidos de investigação contra Rui Costa Pimenta.



No artigo

x