Justiça decreta prisão de Protógenes Queiroz

Protógenes, que está condenado por ter vazado dados da Operação Satiagraha à imprensa, pediu asilo na Suíça, alegando perseguição. Ele hoje vive naquele país.

618 0

Protógenes, que está condenado por ter vazado dados da Operação Satiagraha à imprensa, pediu asilo na Suíça, alegando perseguição. Ele hoje vive naquele país.

Da Redação com Informações da Folha

Por conta de não comparecer a uma audiência, a juíza substituta da justiça Federal Andréia Moruzzi, decretou nesta quinta-feira (30) a prisão do ex-delegado da Polícia Federal e ex-deputado Protógenes Queiroz.

Na audiência, que deveria acontecer em março, seria estabelecida a forma de ele cumprir pena a que já estava condenado anteriormente, de prestação de serviços, por ter vazado dados da Operação Satiagraha à imprensa.

Depois da condenação, Protógenes pediu asilo na Suíça, alegando perseguição. Ele hoje vive naquele país.

“Como ele está na Suíça, está com passaporte retido e poderia cumprir pena apenas lá. Explicamos isso à Justiça. Ele não se negou a colaborar nem a cumprir a pena”, diz o advogado do ex-delegado, Adib Abdouni. “Além disso, ele fez uma cirurgia na perna e não poderia viajar ao Brasil para participar da audiência”, segue.

O advogado tentará suspender a medida por meio de habeas corpus.



No artigo

x