Juliana Paes: “Acho errado esse desejo de igualdade com os homens a todo custo”

A atriz acrescenta que o afeto feminino pode ser um "antídoto para lidar com a frieza do mundo do business".

1268 0

A atriz acrescenta que o afeto feminino pode ser um “antídoto para lidar com a frieza do mundo do business”.

Da Redação com Informações da Veja

A atriz Juliana Paes, que volta a atuar na próxima novela das 9h da TV Globo, “A Força do Querer”, condenou o que chama de “excessos do feminismo”. Em entrevista à revista Veja desta semana, a atriz criticou a luta feminista por igualdade com os homens “a todo o custo”.

“Existe uma linha do feminismo com a qual eu não concordo muito. Acho errado esse desejo de igualdade com os homens a todo custo. Somos tão competentes e valiosas quanto eles, mas não iguais. A mulher precisa de mais tempo para se recuperar de uma gravidez, e há outras questões que permeiam nosso universo. A sensibilidade, o lúdico, o caminho da ponderação, o afeto nas relações de trabalho — tudo que faz parte do universo feminino e matriarcal deve ser respeitado”, declara.

Para a atriz, as mulheres têm maior sensibilidade, ponderação e afeto nas relações trabalhistas. Ela acrescenta que o afeto feminino, por exemplo, pode ser um “antídoto para lidar com a frieza do mundo do business”. “Tudo que faz parte do universo feminino e matriarcal deve ser respeitado”, completou.

Na opinião de Juliana Paes, as feministas erram ao não respeitar tais características das mulheres.

Não quero queimar sutiãs. Gosto de sutiãs! Gosto de me enfeitar, e nós, mulheres, não fazemos isso para o macho. Fazemos porque dá prazer cuidar de si e cuidar do outro. Sou uma feminista de saia, sutiã, salto alto e batom vermelho.

Juliana Paes vai interpretar a personagem Bibi, mulher que entra para o mundo do crime ao se casar com bandido. A nova novela de Glória Perez estreia nesta segunda-feira.

 



No artigo

x