Oscar Magrini, ao defender José Mayer: “A mulher tem que saber se colocar para não instigar o outro”

A denúncia de assédio sexual sofrida por José Mayer provocou uma enxurrada de sandices e asneiras por parte de alguns galãs do segundo time da emissora. Primeiro foi Caio Blat a dizer que tudo não passava de uma brincadeira. Agora foi a vez de...

2000 0

A denúncia de assédio sexual sofrida por José Mayer provocou uma enxurrada de sandices e asneiras por parte de alguns galãs do segundo time da emissora. Primeiro foi Caio Blat a dizer que tudo não passava de uma brincadeira. Agora foi a vez de Oscar Magrini, no programa Encontros com Fátima Bernardes desta quarta-feira (05), soltar a pérola: “A mulher tem que saber se colocar para não instigar o outro”.

Da Redação

A denúncia de assédio sexual sofrida por José Mayer provocou uma enxurrada de sandices e asneiras por parte de alguns galãs do segundo time da emissora. Primeiro foi Caio Blat a dizer que tudo não passava de uma brincadeira. Agora foi a vez de Oscar Magrini, no programa Encontros com Fátima Bernardes desta quarta-feira (05), soltar a pérola: “A mulher tem que saber se colocar para não instigar o outro”.

A apresentadora interrompeu a declaração e se posicionou sobre o comentário do ator: “Na verdade, Magrini, mais do que instigar, o outro tem que respeitar independentemente de como ela está“.

Antes disso, Magrini havia feito outros comentários sobre o assunto. “Acho que não só aqui na Globo, como em todos os lugares, sempre existe o assédio, da própria mulher também em cima do homem, mas a minha liberdade termina onde começa a sua. Deve ter havido muito assédio sim, essa menina chegou, se pronunciou, falou, tomaram-se medidas, a Globo veio pedir desculpas“, afirmou. “O Zé, um colega nosso, também se desculpou e acho que ter tido muita coisa, mas ninguém fala nada…“, acrescentou.

Na sequência, o ator da Rede Globo, falou sobre a campanha das colegas de profissão: “As colegas vieram trabalhar, também vestiram a camisa. Quem sabe se toma providências porque a gente está em 2017 e não tem essa de assédio, todo mundo tem o seu direito de se colocar, de se por e não tem essa do homem chegar e fazer… o que é isso?“, comentou o ator. Ele também falou sobre o machismo na sociedade: “É uma sociedade machista, faz-se tanto tempo lá atrás, mas não existe como chegar agora e eu não te respeitar porque você está mais ousada, de minissaia e eu tenho que abusar ou passar a mão ou falar alguma coisa“, disse — clique aqui e assista ao momento.

Foto: Reprodução TV Globo



No artigo

x