PE: Após um mês lutando pela vida, morre jovem baleado de forma covarde pela PM em protesto contra a violência

Edvaldo da Silva Alves estava há 26 dias na UTI de um hospital após ser baleado e brutalmente agredido e arrastado por policiais militares na cidade de Itambé, em Pernambuco. Ele participava de um...

524 0

Edvaldo da Silva Alves estava há 26 dias na UTI de um hospital após ser baleado e brutalmente agredido e arrastado por policiais militares na cidade de Itambé, em Pernambuco. Ele participava de um protesto que tinha como pauta justamente a violência urbana. Assista

Por Pedro Francisco de Paula, colaborador da Rede Fórum

Faleceu na madrugada desta terça-feira (11), no município de Paulista (PE), o jovem Edvaldo da Silva Alves, de 19 anos. Ele estava há 26 dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Miguel Arraes por conta das consequências da violência policial que sofreu no último dia 17 de março.

Alves participava de um protesto de moradores da cidade de Itambé, na Zona da Mata pernambucana, contra a violência urbana. Ele foi alvejado com um tiro disparado pela Polícia Militar – a PM alega que era bala de borracha -, agredido e brutalmente arrastado até uma viatura. Edvaldo perdeu muito sangue e foi hospitalizado.

A família da vítima, que desde o dia do protesto está revoltada e pedindo a punição dos policiais, ainda não definiu o horário e local do enterro.

O governo de Pernambuco, por sua vez, divulgou uma nota em que lamenta a morte de Edvaldo e informa que os policiais envolvidos no crime estão sendo investigados.

Confira, abaixo, a íntegra da nota do governo do Estado, depois, o vídeo com o momento em que Edvaldo é alvejado e arrastado.

“O governo do estado de Pernambuco lamenta profundamente o falecimento de Edvaldo da Silva Alves. O governo reafirma o seu firme compromisso de desautorizar e impedir qualquer abuso de força por parte das polícias do estado. Toda ocorrência será tratada com a firmeza e responsabilidade necessárias. A apuração do ocorrido está em andamento, estando os policiais envolvidos no caso sendo devidamente investigados. Por meio da Secretaria de Saúde do Estado, foi prestada toda assistência médica qualificada a Edvaldo desde o momento do seu atendimento. O Governo do Estado se solidariza com os familiares e os amigos de Edvaldo. E fará o que estiver ao seu alcance para que todo o episódio seja esclarecido e que a Justiça seja feita”.

Edição: Ivan Longo



No artigo

x