Estudantes de Engenharia da USP fazem vídeo poderoso de ‘Survivor’ para combater preconceito

Na gravação, que já alcançou milhares de visualizações no YouTube, as jovens aparecem apagando palavras e expressões escritas pelo corpo, como “preta”, “mal amada”, “sexo frágil” e “cara de empregada”; assista Por Redação...

1231 0

Na gravação, que já alcançou milhares de visualizações no YouTube, as jovens aparecem apagando palavras e expressões escritas pelo corpo, como “preta”, “mal amada”, “sexo frágil” e “cara de empregada”; assista

Por Redação

Estudantes dos cursos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) se uniram em um vídeo da música “Survivor” (Sobrevivente, em português) para chamar a atenção para o preconceito enfrentado pelas mulheres no curso de Engenharia.

Na gravação, que já alcançou milhares de visualizações no YouTube, as jovens aparecem apagando palavras e expressões escritas pelo corpo, como “preta”, “mal amada”, “sexo frágil” e “cara de empregada”. A ideia surgiu como parte de uma tradicional gincana entre centros acadêmicos. O vídeo foi eleito vencedor da competição.

Segundo as idealizadoras, a proposta pretende alertar para o fato de haver um baixo número de mulheres na Poli, que não chega a 30% do total de alunos, e as que ingressam na Escola são alvos de discriminação diariamente.

Lançada em 2001, “Survivor” é uma faixa do terceiro álbum do Destiny’s Child, que era formado por Beyoncé Knowles, Kelly Rowland e Michelle Williams. No Brasil, uma versão gravada pela cantora e atriz Clarice Falcão viralizou na internet em novembro do ano passado.

Assista a seguir.



No artigo

x