VÍDEO: Delator dá detalhes de como pagou R$23 milhões de propina a José Serra

Segundo o ex-superintendente da Odebrecht em São Paulo, Carlos Armando Paschoal, conhecido como CAP, os intermediários dos pagamentos a Serra foram duas pessoas próximas ao tucano. Quem viabilizava os pagamentos na Suíça era o...

430 0

Segundo o ex-superintendente da Odebrecht em São Paulo, Carlos Armando Paschoal, conhecido como CAP, os intermediários dos pagamentos a Serra foram duas pessoas próximas ao tucano. Quem viabilizava os pagamentos na Suíça era o banqueiro Ronaldo Cezar Coelho. Assista ao depoimento

Por Redação

Em depoimento à Procuradoria-Geral da República (PGR), o delator Carlos Armando Paschoal, ex-superintendente da Odebrecht em São Paulo, conhecido como CAP, detalhou como a empresa pagou R$23 milhões em propina ao José Serra entre 2009 e 2010, período em que estava articulando sua campanha para as eleições presidenciais em que foi derrotado por Dilma Rousseff.

De acordo com Paschoal, os pagamentos ocorreram em troca de o governo de São Paulo ter pago a uma das empresas do grupo o valor de R$191,6 milhões que haviam ficado pendentes de uma obra na rodovia Governador Carvalho Pinto. No depoimento, o delator revelou que os pagamentos foram feitos tanto em reais, através de portadores em hotéis da zona sul de São Paulo, e em euros, intermediados pelo banqueiro e ex-tesoureiro do PSDB, Ronaldo Cezar Coelho.

Em nota, a assessoria de imprensa de Serra negou as acusações. “O senador reitera que não cometeu nenhuma irregularidade e que suas campanhas foram conduzidas pelo partido, na forma da lei. A abertura do inquérito pelo Supremo Tribunal Federal servirá como oportunidade de demonstrar essas afirmações e a lisura de sua conduta”.

Confira abaixo o depoimento do delator em que é detalhado o pagamento da propina ao senador.

Foto: Agência Senado



No artigo

x