CUT/Vox Populi: simpatia pelo PT cresce e chega a 20%

Segundo pesquisa, o número de brasileiros que declara simpatia pelo PT só cresceu, enquanto a rejeição a outras legendas apresentou alta Da Redação da Agência PT de Notícias...

354 0

Segundo pesquisa, o número de brasileiros que declara simpatia pelo PT só cresceu, enquanto a rejeição a outras legendas apresentou alta

Da Redação da Agência PT de Notícias

Mesmo sofrendo ataques diários na mídia e nas redes sociais, o PT é o partido que mais conquistou a simpatia popular nos últimos meses, revelam dados da pesquisa CUT/Vox Populi divulgada na terça-feira (18), e publicados agora com exclusividade no site do PT.

Se em outubro o Partido dos Trabalhadores contava com simpatia de 13% da população, em dezembro viu esse número subir para 15% e, em abril, atingir a marca de 20 pontos.

Já o PMDB, que em outubro era o indicado por 3% dos entrevistados, apresentou leve crescimento em dezembro, chegando a 5 pontos percentuais, e caiu para 1% neste mês. O PSDB, por sua vez, oscilou de 3% para 2% entre outubro e dezembro, até chegar a 4%, em abril.

Outros partidos mantiveram-se estáveis na marca de 4 pontos percentuais ao longo do período. O número de eleitores que declaram não ter preferência por nenhum partido em especial era de 75% em outubro e em dezembro, e caiu para 71% em abril.

“A vitalidade demonstrada nessa pesquisa é a expressão da força do legado desses 37 anos de lutas do PT. Nenhuma força política no Brasil sobreviveu sob intenso bombardeio midiático por tanto tempo e se manteve forte”, afirma o Secretário Nacional de Comunicação, Alberto Cantalice.

O povo brasileiro sabe qual é o partido que sabe fazer, que já o provou, e que pode fazer de novo. Prova disso é que os números da pesquisa também revelam que, caso as eleições presidenciais acontecessem no dia de hoje, Lula seria eleito em primeiro turno em todos os cenários pesquisados.

“A força do Partido dos Trabalhadores é a sua gente. O povo brasileiro”, pontua Cantalice.

Os números que refletem a rejeição partidária também apresentam informações interessantes. A rejeição ao Partido dos Trabalhadores vem apresentando queda desde maio de 2017, quando somava 29 pontos percentuais. Em outubro, o número já estava na casa dos 20, e passou para 19 em dezembro, o que se manteve em abril. A queda, nesse período, foi de dez pontos percentuais.

O mesmo não aconteceu com os outros partidos. A rejeição ao PSDB, partido citado por 7% dos entrevistados tanto em outubro como em dezembro, hoje é mencionado por 11%. Já a rejeição ao PMDB variou de 7% em outubro para 6% em dezembro, até chegar a 8% em abril. Os demais partidos passaram de 5% para 2% entre os meses de outubro e dezembro e hoje também estão em 8% de rejeição.

O número de eleitores que declaram não ter rejeição por nenhum partido em especial oscilou de 63% em outubro para 64% em dezembro, chegando a 56% em abril.

Pesquisa CUT/Vox Popoli

A luta do Partido dos Trabalhadores em defesa das brasileiras e dos brasileiros segue firme para que os direitos históricos e os avanços dos anos Lula e Dilma não sejam alvo de ataques do governo do usurpador Michel Temer.

“Essa pesquisa vem coroar a intensa luta e combatividade da militância e dos 300 mil filiadas e filiados que foram às urnas no dia 9 de abril“, completa Cantalice.

A pesquisa CUT-VOX POPULI foi realizada entre os dias 6 e 10 de abril e entrevistou 2 mil pessoas, em 118 municípios brasileiros. A margem de erro é de 2,2 %, estimada em um intervalo de confiança de 95%.

Foram ouvidas pessoas com mais de 16 anos, residentes em áreas urbanas e rurais, de todos os Estados e do Distrito Federal, em capitais, Regiões Metropolitanas e no interior.

Da Redação da Agência PT de Notícias

 

 



No artigo

x