A pedido da PF, Moro adia depoimento de Lula para o dia 10

Várias manifestações estavam marcadas para a Curitiba no dia do depoimento, inclusive com caravanas saindo de todas as partes do país. O delegado Rosalvo Ferreira Franco, superintendente da PF no Paraná, disse que precisava...

319 0

Várias manifestações estavam marcadas para a Curitiba no dia do depoimento, inclusive com caravanas saindo de todas as partes do país. O delegado Rosalvo Ferreira Franco, superintendente da PF no Paraná, disse que precisava de mais prazo para organizar a segurança.

Da Redação com Informações do G1

Sob o pretexto de “realizar as tratativas com órgãos de segurança e de inteligência”, o juiz Sérgio Moro acatou, nesta quarta-feira (26), o pedido da Polícia Federal do Paraná e adiou o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Operação Lava Jato sobre o caso do triplex no Guarujá.

Várias manifestações estavam marcadas para a Curitiba no dia do depoimento, inclusive com caravanas saindo de todas as partes do país. O delegado Rosalvo Ferreira Franco, superintendente da PF no Paraná, disse que precisava de mais prazo para organizar a segurança.

“É possível que, na data do interrogatório, ocorram manifestações favoráveis ou contrárias ao acusado em questão, já que se trata de uma personalidade política, líder de partido e ex-Presidente da República. Manifestações são permitidas desde que pacíficas. Havendo, o que não se espera, violência, deve ser controlada e apuradas as responsabilidades, inclusive de eventuais incitadores”, disse Moro.

 



No artigo

x