Frente Popular critica vazamento seletivo de alteração de audiência de Lula em Curitiba

Entidades confirmam continuidade das mobilizações da Jornada de Lutas de apoio a Lula readequando programação para 9 e 10 de maio Por Paula Zarth Padilha, de Curitiba...

301 0

Entidades confirmam continuidade das mobilizações da Jornada de Lutas de apoio a Lula readequando programação para 9 e 10 de maio

Por Paula Zarth Padilha, de Curitiba

Na manhã desta quarta-feira, 26 de abril, as Frentes Brasil Popular e de Resistência Democrática, junto a representantes dos movimentos sociais e entidades sindicais, promoveram coletiva de imprensa, em Curitiba, para divulgar a programação da Jornada de Lutas e convidar a população a participar das atividades culturais e debates políticos.

“A militância se organizou em todo o país para esses atos de solidariedade ao presidente Lula”, afirmou Roni Barbosa, secretário de comunicação da CUT Nacional, reafirmando que os atos serão realizados em apoio a Lula na data em que ele vier a Curitiba prestar depoimento ao juiz Sergio Moro.

Centenas de caravanas estão se organizando para montar acampamento na cidade, inicialmente prevista para ocorrer entre os dias 1 e 3 de maio. Durante a coletiva de imprensa, circulou a informação ainda não oficial de que Moro havia divulgado despacho, via assessoria de imprensa da Justiça Federal do Paraná, alterando a data do depoimento de 3 para 10 de maio. O comunicado à imprensa teria sido efetivado via whatsapp às 10h50. O despacho só foi juntado oficialmente na tramitação processual às 12h24.

“Achamos lamentável o que está acontecendo, da forma que está acontecendo, entre a mídia e os setores do judiciário. O normal é que a manifestação seja nos autos, seja pública e todos possam consultar. O que ocorreu hoje com relação à alteração da data da audiência mostra o vazamento seletivo para a imprensa por parte do judiciário”, declarou Roni Barbosa.

Anaterra Vianna, representante da Frente Brasil Popular, afirmou que diversas atividades culturais estão previstas em Curitiba, contando com a solidariedade de artistas locais, nas praças Santos Andrade e Boca Maldita, em que estão previstas as programações da jornada de lutas.

Melina Pugnaloni, representante da Frente de Resistência Democrática, lembrou que a jornada de lutas e a mobilização em solidariedade a Lula é também luta pela democracia e para que a justiça seja para todos. “Essa tentativa de desmobilização não vai funcionar. Diversas caravanas estão se organizando para participar da jornada de lutas”, ressaltou.

A Frente Brasil Popular, que atua na organização da jornada e apoio às caravanas e à militância, informou que na próxima sexta-feira, 28, terá audiência com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná para levar ao conhecimento das autoridades áudios com ameaças vindas de representantes da direita reacionária, para que seja garantida a segurança dos manifestantes e também do presidente Lula quando estiver em Curitiba para depor.

“Rechaçamos as ameaças e pediremos investigação para que não se crie o clima de terrorismo, que não haverá. As atividades serão pacíficas”, finalizou Roni.

As possíveis alterações na programação da jornada de lutas e as informações oficiais podem ser acompanhadas pelas fanpages oficiais da Frente Brasil Popular, Fórum de Lutas 29 de abril e Frente de Resistência Democrática.

Foto: Leandro Taques

Ajude a Fórum enviar jornalistas para Curitiba e fazer a cobertura do depoimento de Lula no dia 3 de maio. Clique aqui e contribua com quanto puder.



No artigo

x