Deputado é expulso do PDT após votar a favor da reforma trabalhista

“O PDT tem suas raízes históricas e lutas sempre em favor do trabalhador brasileiro. No momento que um governo ilegítimo, imoral e sem qualquer apoio popular decide atacar diretamente as conquistas trabalhistas, o PDT...

318 0

“O PDT tem suas raízes históricas e lutas sempre em favor do trabalhador brasileiro. No momento que um governo ilegítimo, imoral e sem qualquer apoio popular decide atacar diretamente as conquistas trabalhistas, o PDT tem a obrigação de ficar ao lado do trabalhador brasileiro”, declarou o presidente do partido em nota

Por Redação

O deputado Carlos Eduardo Cadoca (PE) será expulso do PDT, conforme informou nesta quinta-feira (27) o presidente do partido, Carlos Lupi. A punição foi definida após o parlamentar votar a favor do projeto de reforma trabalhista no plenário da Câmara. A proposta foi aprovada por 296 votos a 177 e agora segue para a análise do Senado.

Em nota, Lupi afirmou que a atitude segue a decisão tomada na última convenção nacional do PDT, em 17 de março, quando a legenda se posicionou contrária às reformas do governo.

“O PDT tem suas raízes históricas e lutas sempre em favor do trabalhador brasileiro. No momento que um governo ilegítimo, imoral e sem qualquer apoio popular decide atacar diretamente as conquistas trabalhistas, o PDT tem a obrigação de ficar ao lado do trabalhador brasileiro”, declarou no comunicado.

Cadoca também se manifestou em nota e disse que sempre deixou claro o seu alinhamento com o governo Temer e que a posição de votar a favor das reformas da Previdência e trabalhista sempre foi explícita. “Não agi às escondidas nem promovendo qualquer tipo de voto surpresa”, argumentou.

Foto: Agência Câmara



No artigo

x