Vídeo-manifesto pela liberdade de Rafael Braga viraliza nas redes. Assista

Em forma de poema, o vídeo foi gravado pela youtuber Stella Yeshua, do canal “Estaremos lá”, que aborda questões ligadas ao racismo. A postagem, que questiona a prisão do jovem negro recentemente condenado há...

588 0

Em forma de poema, o vídeo foi gravado pela youtuber Stella Yeshua, do canal “Estaremos lá”, que aborda questões ligadas ao racismo. A postagem, que questiona a prisão do jovem negro recentemente condenado há 11 anos de prisão, ja tem mais de 1200 compartilhamentos

Por Redação

Não para de crescer, nas redes e nas ruas, a campanha pela liberdade de Rafael Braga, jovem negro do Rio de Janeiro que foi o único preso das manifestações de junho de 2013. Na época, Braga foi detido portando uma garrafa de desinfetante Pinho Sol, que foi interpretado como material para fabricar explosivos. Ele respondeu ao processo em liberdade com uma tornozeleira eletrônica e, em janeiro de 2016, foi detido novamente depois de ser abordado por um policial enquanto ia comprar pão.

Foi atribuído ao jovem, nesta última ocasião, 0,6 grama de maconha, 9,3 gramas de cocaína e um rojão. Desde seu primeiro depoimento, no entanto, Braga alega que tal material não lhe pertencia, e ainda revelou uma série de ameaças de policias, desde 2013, de “plantar” drogas “em sua conta”.

Em sentença publicada no último dia 20, Rafael Braga foi condenado a 11 anos de prisão por tráfico de drogas. Desde então, uma série de campanhas em prol da liberdade do jovem, por se considerar a prisão arbitrária e mais uma tentativa do estado de criminalizar a juventude negra e periférica, vêm ganhando repercussão.

Uma delas é o vídeo-manifesto gravado pela youtuber Stella Yeshua, do canal “Estaremos lá”, que trata sobre racismo. No vídeo, em forma de poema, Yeshua ironiza a condenação de Rafael Braga em comparação com delitos como o do motorista, em São Paulo, que atropelou um ciclista, decepou seu braço e jogou o membro em um rio e foi solto dias depois.

O vídeo viralizou nas redes. Até o momento, mais de 1200 pessoas já compartilharam.

Assista.



No artigo

x