Soninha critica ação de GCM de Doria contra morador de rua indefeso

A recém demitida secretária de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo, Soninha Francine, postou em sua conta do Facebook crítica virulenta contra dois integrantes da Guarda Civil Metropolitana (GCM), filmados agredindo um morador de rua.

315 0

A recém demitida secretária de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo, Soninha Francine, postou em sua conta do Facebook crítica virulenta contra dois integrantes da Guarda Civil Metropolitana (GCM), filmados agredindo um morador de rua.

Da Redação

A recém demitida secretária de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo, Soninha Francine, postou em sua conta do Facebook crítica virulenta contra dois integrantes da Guarda Civil Metropolitana (GCM), filmados agredindo um morador de rua.

Na postagem, Soninha ressalta que “Se uma – ou, pior ainda, DUAS pessoas – fazem o que fizeram com UM ser humano indefeso, desesperado, implorando por compaixão, em plena luz do dia, na frente de todo mundo, ignorando apelos e uma câmera gravando, imaginem do que seriam capazes se não tivesse ninguém olhando”.


Veja o seu depoimento completo abaixo.

Se uma – ou, pior ainda, DUAS pessoas – fazem o que fizeram com UM ser humano indefeso, desesperado, implorando por compaixão, em plena luz do dia, na frente de todo mundo, ignorando apelos e uma câmera gravando, imaginem do que seriam capazes se não tivesse ninguém olhando. Claro que estou falando da violência inacreditável daqueles Guardas Civis contra um morador de rua ontem em São Paulo. Que dor ver aquele homem apanhando e chorando pelo seu carrinho de supermercado com todos – TODOS – os seus pertences. Ainda bem que foi gravado, para não haver nenhuma possibilidade de negação, alegação, atenuante. E porque despertou uma onda de indignação e amor que pode deixar as pessoas mais atentas ao sofrimento de quem já perdeu quase tudo (e lhe arrancam o pouco que restou).

O caso ocorreu nesta quarta-feira (3), próximo ao Metrô Conceição, na Zona Sul da capital paulista e foi filmado pelo estudante de jornalismo Marcos Hermanson, que narrou o ocorrido em seu perfil no Facebook.



No artigo

x