Juiz substituto do DF suspende atividades do Instituto Lula

Magistrado Ricardo Leite alegou que a entidade “mesmo que desenvolva projetos de intuito social, possa ter sido instrumento ou pelo menos local de encontro para a perpetração de vários ilícitos” Por Redação...

256 0

Magistrado Ricardo Leite alegou que a entidade “mesmo que desenvolva projetos de intuito social, possa ter sido instrumento ou pelo menos local de encontro para a perpetração de vários ilícitos”

Por Redação

O juiz substituto Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal, em Brasília, suspendeu as atividades do Instituto Lula. Na decisão, o magistrado argumentou que, pelo “teor” do depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Operação Lava-Jato, o espaço “mesmo que desenvolva projetos de intuito social, possa ter sido instrumento ou pelo menos local de encontro para a perpetração de vários ilícitos”.

“Ele próprio mencionou que chamava pessoas para conversar no referido Instituto e sobre finalidades diversas do escopo da entidade, alcunhando-o de ‘Posto Ipiranga’ diante de inúmeros assuntos ali tratados, sem qualquer agendamento das conversas ou transparência em suas atividades”, declarou no despacho assinado no último dia 5 e publicado nesta terça-feira (9).

A assessoria de imprensa do Instituto afirmou que a entidade não irá comentar o caso, pois ainda não foi oficialmente notificada. Para dar andamento à decisão, o juiz determinou que a superintendência da Polícia Federal em São Paulo, a Junta Comercial paulista e o presidente do Instituto Lula sejam comunicados da medida cautelar.

Foto: Instituto Lula



No artigo

x