Fachin retira sigilo da delação de Joesley e gravações que envolvem Temer e Aécio devem ser divulgadas

O ministro do STF, relator da Lava Jato, já autorizou a abertura de inquérito para investigar Temer. Peemedebista, por sua vez, diz que não renuncia Por Redação...

325 0

O ministro do STF, relator da Lava Jato, já autorizou a abertura de inquérito para investigar Temer. Peemedebista, por sua vez, diz que não renuncia

Por Redação

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, relator da Lava Jato, retirou na tarde desta quinta-feira (18) o sigilo da delação de Joesley Batista, um dos donos da JBS. O empresário entregou ao STF gravações que fez do presidente Michel Temer dando aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha, que está preso.

Com isso, o conteúdo das gravações, que envolve também o senador Aécio Neves (PSDB-MG) – que, de acordo com a delação, pediu milhões em propina – deve ser divulgado a qualquer momento pelo STF.

Mais cedo, o relator da Lava Jato já havia autorizado a abertura de inquérito contra Temer. O peemedebista, por sua vez, afirmou em pronunciamento nesta tarde que não renunciará e negou todas as denúncias.



No artigo

x