Accioly, padrinho de Aécio e amigo de Mainardi e Huck, será investigado pela PF

Acioly é o mesmo que foi citado pelo ex-vice presidente da Odebrecht, Henrique Valladares, em delação premiada, jantando com Aécio e Diogo Mainardi no restaurante Gero, no Rio de Janeiro.

404 0

Acioly é o mesmo que foi citado pelo ex-vice presidente da Odebrecht, Henrique Valladares, em delação premiada, jantando com Aécio e Diogo Mainardi no restaurante Gero, no Rio de Janeiro.

Da Redaçao

Alexandre Accioly, padrinho de casamento de Aécio Neves, será investigado pelo Ministério Público Federal. Acioly é o mesmo que foi citado pelo ex-vice presidente da Odebrecht, Henrique Valladares, em delação premiada, jantando com Aécio e Diogo Mainardi no restaurante Gero, no Rio de Janeiro.

O apresentador de TV, Luciano Huck, é outro que tenta apagar de seu perfil nas redes sociais fotos ao lado do empresário.

A PF interceptou ligações entre o Aécio e alguém identificado pelo codinome “Moreno” entre 29 e 30 de abril – a PF acredita que esse interlocutor nas conversas seja Accioly.

Uma das pistas da PF é que uma das ligações é atendida pelo filho de Accioly e Aécio diz à menina que é o “dindo”, o padrinho que quer falar com o pai da criança. Em delação, um executivo da Odebrecht afirmou que Accioly é dono de uma conta em Cingapura, na qual havia sido depositada parte das propinas recebidas por Aécio.

Em uma conversa em código, Neves fala sobre um “passeio de moto” e “motoqueiros malucos”: De acordo com as deduções feitas pela PF, motoqueiros seriam “delatores” e “passeio de moto” seria delação. A alusão aos malucos se refere aos executivos da Andrade Gutierrez que se adiantaram e prestaram depoimento antes mesmo da convocação do MPF.

Aécio Neves: Deixa eu te falar, cara. Não sei se vai ser simples… mas eu precisava que você tentasse dar uma procurada lá na… naquele negócio do passeio de moto, sabe?
Moreno: Unhum
Aécio Neves: Naquela organização que a gente ia fazer em julho.
Moreno: Unhum.
Aécio Neves: É. Porque… você viu nos jornais hoje?
Moreno: Mais ou menos. Uma parte sim, outras… algumas outras coisas aí.
Aécio Neves: É não. É não. Tem uns negócios listados que o cara ia ser o guia, sabe? [inaudível]
Moreno: Unhum. Sei.
Aécio: Procurou para… pra fazer o roteiro, entendeu? Ainda…
Moreno: Tá.
Aécio Neves: E eu tô sem nenhuma…sabe… informação que, que por conta daquelas coisas, daqueles malucos lá, sabe?
Moreno: Unhum.
Aécio Neves: Aqueles motoqueiros malucos que falaram qualquer coisa. Em vez de chamar, eles resolveram se antecipar, sabe?

 



No artigo

x