Corte Interamericana julga responsabilidade do Estado brasileiro no caso Vladimir Herzog

Acontece nesta quarta-feira (24), audiência pública do Caso Vladimir Herzog vs. Brasil, que tramita na Corte Interamericana de Direitos Humanos (OEA). O evento tem início às 12 horas (horário de Brasília) na sede da Corte em San José, Costa Rica, cm transmissão ao vivo.

346 0

Acontece nesta quarta-feira (24), audiência pública do Caso Vladimir Herzog vs. Brasil, que tramita na Corte Interamericana de Direitos Humanos (OEA). O evento tem início às 12 horas (horário de Brasília) na sede da Corte em San José, Costa Rica, cm transmissão ao vivo.

Da Redação

Acontece nesta quarta-feira (24), audiência pública do Caso Vladimir Herzog vs. Brasil, que tramita na Corte Interamericana de Direitos Humanos (OEA). O evento tem início às 12 horas (horário de Brasília) na sede da Corte em San José, Costa Rica.

A audiência será transmitida ao vivo via web (livestream): http://www.corteidh.or.cr

O caso de tortura e execução do jornalista Vladimir Herzog, cometidas por agentes da ditadura militar, aconteceu no dia 24 de outubro de 1975 nas dependências do DOI-CODI de São Paulo e permanece impune até hoje.

A tramitação do caso é emblemática pela gravidade das violações perpetradas – tortura e execução, respectivamente – e apresentadas pela ditadura militar por meio da falsa versão de suicídio.

O caso, levado à Corte pelos co-peticionários Cejil (Centro pela Justiça e o Direito Internacional) e Instituto Herzog, é mais um exemplo da omissão do Estado brasileiro na realização de justiça para os crimes cometidos por agentes públicos e privados em nome da ditadura militar (1964-1985).

Foto: Commons



No artigo

x