Secretário de Cultura de São Paulo ameaça quebrar a cara de agente cultural. Ouça o áudio

Ao ouvir do agente cultural que estava “desequilibrado”, Sturm rebate e diz: “Vou quebrar sua cara! É isso mesmo: vou quebrar sua cara!”. Em seguida, diz alterando a voz: “Acabou a molecagem. Vai arranjar um lugar pra fazer suas gracinhas, com o coletivo articulado”.

407 0

Ao ouvir do agente cultural que estava “desequilibrado”, Sturm rebate e diz: “Vou quebrar sua cara! É isso mesmo: vou quebrar sua cara!”. Em seguida, diz alterando a voz: “Acabou a molecagem. Vai arranjar um lugar pra fazer suas gracinhas, com o coletivo articulado”.

Da Redação

O secretário de Cultura da cidade de São Paulo, André Sturm (foto), ameaçou “quebrar a cara” do agente cultural Gustavo Soares, do Movimento Cultural Ermelino Matarazzo. O destempero do auxiliar de Doria pode ser ouvido a partir dos 30 minutos do áudio abaixo:

A ameaça aconteceu nesta segunda-feira (29 de maio), em uma reunião realizada na Secretaria Municipal de Cultura (SMC), onde estavam presentes, além de Sturm e Gustavo, a coordenadora do Núcleo das Casas de Cultura, Priscila Machado e a assessora Bárbara Rodarte. A pauta da reunião era a possível renovação do contrato de gestão compartilhada da Casa de Cultura Ermelino Matarazzo/Ocupação Cultural Mateus Santos, firmado na gestão passada e cujo contrato se encerrou em abril deste ano.

A secretaria apresentou proposta única de parceria, que prevê um convênio sem aporte financeiro aos coletivos que ocupam o espaço. Diante do questionamento de Gustavo sobre a falta de investimentos do poder público na cultura, o secretário Sturm altera o tom de voz e diz que “o espaço é público, é do governo. Se você não formalizar, nós vamos tirar vocês de lá”.

Em outro ponto, Sturm alega que “legitimidade e nada é a mesma coisa” e que “o prefeito foi eleito, você não foi”.

“Vocês querem fazer esse discursinho babaca. A gente não tá conversando. Você é um chato, rapaz!” – diz Sturm

Ao ouvir do agente cultural que estava “desequilibrado”, Sturm rebate e diz: “Vou quebrar sua cara! É isso mesmo: vou quebrar sua cara!”. Em seguida, diz alterando a voz: “Acabou a molecagem. Vai arranjar um lugar pra fazer suas gracinhas, com o coletivo articulado”.

Com relação ao ocorrido, o Movimento Cultural Ermelino Matarazzo disse, em nota, que “o Movimento Cultural Ermelino Matarazzo repudia a atitude autoritária, antidemocrática, reativa e de coação do Secretário de Cultura André Sturm e tomará todas as medidas de proteção cabíveis junto aos órgãos públicos. A continuidade de uma Casa de Cultura é parte da garantia de um direito universal e não um favor restrito a uma ou outra instituição”.

O Movimento

O Ermelino Matarazzo é um Movimento cultural organizado por agentes e coletivos culturais do bairro com o objetivo de ocupar espaços e lutar pela Casa de Cultura de Ermelino Matarazzo.

Integrantes do movimento ocuparam um imóvel abandonado da Subprefeitura local – atual Prefeitura Regional de Ermelino Matarazzo – e criaram a própria casa de cultura (uma demanda de mais de 20 anos da população local). Desde o ano passado, o espaço passava por uma gestão compartilhada com coletivos culturais, que inclusive conseguiram patrocínio de empresas privadas para realizar atividades no local. A ocupação cultural é um dos mais de 30 espaços populares implementados por artistas da cidade em áreas ociosas.

No final da manhã desta terça-feira (30), o secretário de Cultura de SP, André Sturm, afirmou que errou ao dizer que “iria quebrar a cara” de um agente cultural na tarde de segunda (29). “Eu errei ontem, peço desculpas”, afirmou.

Foto: Fábio Arantes (Secom)

 

 



No artigo

x