Randolfe: ‘Lava Jato acaba se Temer não cair antes da escolha de novo procurador geral’

Em vídeo, senador da Rede-AP faz discurso empolgado em defesa da operação enquanto Caetano Veloso dedilha o violão

318 0

Em vídeo, senador da Rede-AP faz discurso empolgado em defesa da operação enquanto Caetano Veloso dedilha o violão

Por Redação

Numa conversa informal, aparentemente na casa de Caetano Veloso, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) faz um discurso empolgado a favor da Lava Jato e diz que o presidente Michel Temer tem de cair antes da escolha do novo procurador-geral da República, senão acaba a operação.

Empolgado, o senador chega a dizer no vídeo que “se cair o Janot, acaba o combate à corrupção no Brasil. E alguém tem dúvida de que é isso que o Temer vai fazer se continuar no governo?”, questiona. Afirma ainda que a Lava Jato já está sem dinheiro porque Temer diminuiu recursos, cortou contingente da Polícia Federal, tirou estrutura…

Novo procurador geral – A escolha de quem assumirá o cargo já começou. Oito membros do Ministério Público (MP) se inscreveram (confira a lista abaixo) para a eleição, que acontecerá na última semana de junho entre os integrantes do MP. Os três nomes mais votados serão encaminhados para a nomeação do presidente da República, que pode ou não aceitar as indicações. O escolhido tem de ser sabatinado no Congresso Nacional e assume em meados de setembro. Nos mandatos dos presidentes Lula e Dilma, sempre foram nomeados os primeiros colocados da lista tríplice.

Os inscritos para a eleição são Carlos Frederico Santos, Eitel Santiago de Brito Pereira, Ela Wiecko Volkmer de Castilho, Franklin Rodrigues da Costa, Mario Luiz Bonsaglia, Nicolao Dino de Castro e Costa Neto, Raquel Elias Ferreira Dodge e Sandra Verônica Cureau.

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil



No artigo