Ex-assessor de Temer, deputado da mala é preso em Brasília

A Polícia Federal acaba de confirmar a prisão do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) na manhã deste sábado (3). Loures foi preso em sua casa, em Brasília

486 0

Da Redação

A Polícia Federal acaba de confirmar a prisão do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) na manhã deste sábado (3). Loures foi preso em sua casa, em Brasília.

Loures foi assessor especial do atual presidente Michel Temer desde os tempos em que ele exercia a vice-presidência.

Neste período, dividia uma sala com José Yunes, que acusou o ministro Eliseu Padilha de ser o responsável por ter recebido 1 milhão em seu escritório; Tadeu Filipelli, que foi preso recentemente por acusação de ter recebido propinas na construção do estádio Mané Garrincha, em Brasília; Sandro Mabel, envolvido em diversos escândalos, e Gastão Toledo.

Quando Temer escolheu como seu ministro da Justiça o também paranaense Osmar Serragilo, Loures assumiu o cargo de deputado.

O advogado de defesa de Loures, Cesar Bitencourt, já se manifestou sobre a prisão e disse estar “indignado”, por entender que a Justiça sequer analisou os argumentos apresentado contra a detenção de Loures.

Na sua defesa, ao ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), Loures disse que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, “quer sua prisão apenas para forçar uma delação, como tem sido usual nos últimos tempos”.

Foto: 17 de maio de 2017, o prefeito de São Paulo, João Doria Jr. estava com o deputado federal Rodrigo Rocha Loures em Nova York/ Fotos Públicas 



No artigo

x