Gleisi Hoffmann é eleita primeira mulher presidenta do PT

Senadora do Paraná teve 61,89% dos votos dos delegados no 6º Congresso Nacional da legenda; Lindbergh Farias recebeu 38,11%

382 0

Senadora do Paraná teve 61,89% dos votos dos delegados no 6º Congresso Nacional da legenda; Lindbergh Farias recebeu 38,11%

Da Redação

Depois de 37 anos de história, o Partido dos Trabalhadores elegeu pela primeira vez uma mulher para presidir a legenda. A senadora Gleisi Hoffmann presidirá o partido pelos próximos dois anos, sucedendo Rui Falcão.

“Eu tenho uma grande responsabilidade por ser a primeira mulher a presidir o PT. É uma grande responsabilidade com as companheiras. Eu vou precisar muito da ajuda, do apoio e da unidade de todos vocês”, afirmou a nova presidenta.

“Quando o PT era dirigido por homens, o PT era bom. Agora que está assumindo a responsabilidade de ter depois de 37 anos a primeira mulher presidenta do PT, eles vão saber como esse partido vai ser daqui para frente: mais ousado, mais aguerrido, mais organizado, mais combativo, e com a cara muito mais bonita”, disse Lula.

Gleisi anunciou que em sua gestão será criada a Secretaria Nacional LGBT. “Temos que enfrentar a violência contra os nossos companheiros. E dar visibilidade à causa.”

Trajetória

Gleisi é filiada ao PT desde 1989, iniciou sua trajetória militante no movimento estudantil. Foi dirigente da União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas em Curitiba e da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES).

É formada em Direito e tem especialização em Gestão de Organizações Públicas e Administração Financeira. Foi secretária de Estado no Mato Grosso do Sul e secretária de Gestão Pública no município de Londrina (PR).

Integrou a equipe de transição do governo do ex-presidente Lula. No primeiro governo Lula, Gleisi assumiu a Diretoria Financeira da Itaipu Binacional. Entre 2008 e 2009, presidiu o diretório estadual do PT no Paraná. Em 2010 foi eleita senadora pelo estado, alcançando a marca de ser a primeira mulher eleita para o Senado no Paraná.

(Foto: Lula Marques/PT)



No artigo

x