Suspeito de matar namorada e deixar bilhete “filho não é meu” se entrega

Tatiane avisou aos parentes que iria à casa do namorado. Preocupados com a demora da jovem, que estava grávida de 5 meses, os pais foram à residência de Caíque e, após não serem atendidos, viram pela janela a filha deitada em uma cama. Imóvel,...

237 0

Tatiane avisou aos parentes que iria à casa do namorado. Preocupados com a demora da jovem, que estava grávida de 5 meses, os pais foram à residência de Caíque e, após não serem atendidos, viram pela janela a filha deitada em uma cama. Imóvel, ela não respondia aos chamados.

Da Redação*

Caíque Lucas Campos de Miranda, de 23 anos, suspeito de matar a namorada grávida de 5 meses e deixar um bilhete de “o filho não é meu” ao lado do corpo, se entregou à polícia na manhã desta segunda-feira (12). Ele estava foragido desde sexta-feira, quando Tatiane Kátia Gomes foi encontrada morta, com sinais de estrangulamento, na casa do parceiro, em Rio Espera, na Zona da Mata, em Minas Gerais.

Segundo a Polícia Civil, que realizava buscas pelo homem na manhã desta segunda-feira, ele prestou depoimento na Delegacia de Ouro Branco. O mandado de prisão temporária será cumprido e ele será encaminhado ao sistema prisional após seu depoimento.

A Polícia Militar foi acionada na madrugada de sexta-feira depois que os pais da vítima encontraram o corpo. Tatiane avisou aos parentes que iria à casa do namorado, por volta de 20h15m de quinta-feira. Preocupados com a demora da jovem, que estava grávida de 5 meses, os pais foram à residência de Caíque e, após não serem atendidos, viram pela janela a filha deitada em uma cama. Imóvel, ela não respondia aos chamados.

Os agentes constataram que não havia sinais de arrombamento no imóvel. A vítima foi encontrada já sem sinais vitais, com sangramentos na boca, no nariz e marcas no pescoço — que investigadores entendem ser decorrentes de esganamento com as mãos. Ao lado do corpo, uma folha de papel mostrava os dizeres “O filho não é meu!!”.

O óbito foi constatado no local. Segundo os pais, Tatiane saiu de casa com documentos, celular e um par de luvas de motoqueiro, objetos que não foram localizados na cena do crime.

*Com informações do Extra

Foto: Reprodução/Facebook



No artigo

x